top of page
Artigos: Blog2
  • Foto do escritorsentidogabinete

Dia Mundial da Terapia Ocupacional

Jornal do Sentido

Edição Especial, 27 de outubro de 2020





“A verdade é que, apesar de ser uma abordagem terapêutica em expansão em todo o mundo e cuja eficácia tem vindo a ganhar reconhecimento, em Portugal poucas são as pessoas que conhecem esta terapia.”



O que é a Terapia Ocupacional? Qual a intervenção de um terapeuta ocupacional em Pediatria?

Artigo completo em: https://www.projectoeuconsigo.pt/intervencao-pediatrica/


A Terapia Ocupacional é uma área da saúde que atua no tratamento e reabilitação de pessoas de todas as idades. O seu objetivo é facilitar e capacitar a realização das atividades do dia-a-dia que as mesmas deixaram de poder fazer por força de alguma condição clínica (motora, cognitiva, emocional ou social). Essas condições podem estar presentes desde o nascimento, serem desenvolvidas com a idade ou resultarem de acidente, doença ou lesão.

Em Pediatria, o Terapeuta Ocupacional avalia as funções sensoriais, percetivas, motoras e sociais da criança bem como os fatores ambientais que influenciam o desempenho das crianças nas diversas atividades. Através de uma cuidada avaliação, identifica as áreas de ocupação que estão comprometidas e envolve a criança e família num plano de intervenção individualizado.

É sobretudo no brincar que o Terapeuta Ocupacional avalia e intervém. Através do brincar, a criança vai adquirindo competências relacionadas com o desenvolvimento sensório-motor, que lhe permite responder adaptativamente aos desafios diários.

Com o envolvimento em atividades significativas para a criança, pretende-se potencializar as competências sensório-motoras, competências estas que estão relacionadas com a escrita, perceção visual, organização e planeamento motor, competências para a atividades de vida diária, socialização processamento e integração sensorial bem como adaptações nos diversos contextos em que a criança está inserida. O objetivo máximo é o envolvimento da criança em atividades significativas de forma funcional e autónoma.


Comments


bottom of page